Amanda Nunes não anda com o moral muito elevado com o chefe. Principal nome da divisão feminina do UFC na atualidade, a brasileira perdeu moral com Dana depois de optar por não lutar com Valentina Shevchenko, logo no dia do duelo entre as duas, alegando estar sofrendo com sinusite. Dana White não gostou nem um pouco da atitude da brasileira. O mandatório do Ultimate afirmou que Amanda tinha a autorização do médico para lutar e garantiu ainda que a brasileira não lutou por não estar em condições mentais para lutar.

Passado todo drama e a discussão com o chefe, Amanda enfim enfrentará Valentina Shevchenko. Valendo o cinturão da categoria dos galos, as duas se enfrentam no Co-Main Event do UFC 215, que acontece em Edmonton, no Canadá. Prestes a enfrentar Shevchenko, Amanda falou um pouco sobre a repercussão do caso e garantiu não guardar mágoas de Dana White.

Eu não fiquei chateada não. Acho que foi realmente isso que o médico do UFC passou para o Dana White. Depois, eu voltei novamente ao hospital e ele descobriu um fluído na parte de minha sinusite crônica. Dana falou o que ele pensa. Ele é o dono do evento, manda no show e fala o que ele quer. Eu tenho que fazer o meu trabalho. Agora é fazer a luta e conquistar o cinturão de novo. – disse a brasileira, que enfrenta Valentina neste sábado.

Amanda Nunes não se abate com críticas de Dana White
Votar