Não demorou muito para o americano Chris Weidman provar a sua supremacia e derrotar o desafiante Vitor Belfort, retendo o cinturão dos médios.

A antecipada luta, que teve de ser remarcada por diversas vezes, acabou mais rápido do que muitos esperavam. O combate estava programado para cinco rounds, mas Weidman precisou de menos de 3 minutos para nocautear o brasileiro.

O duelo válido pelo Co-Main Event do UFC 187 colocou os desafetos frente a frente após meses de provocações e acusações de ambas as partes. O brasileiro chegou a assustar o americano no começo da luta, quando encaixou uma bela sequência de socos.

Weidman chegou a balançar, mas conseguiu manter a compostura. Por sua vez, o americano levou o brasileiro para o chão e usou do ground and pound para castigar Belfort até a intervenção de Herb Dean. Vitória fulminante do “All American”, que aumentou sua invencibilidade para 13 lutas. O brasileiro por sua vez foi derrotado pela 11ª vez em 35 lutas na carreira.

Não é à toa que Chris Weidman é conhecido como o “carrasco de brasileiros”. Das suas 13 vitórias, cinco foram diante de adversários tupiniquins. Já Vitor Belfort conheceu a sua terceira derrota nas últimas 12 lutas. Antes de Weidman, apenas Anderson Silva e Jon Jones tinham sido capazes de superar o Fenômeno.

O próximo desafiante de Chris Weidman ainda não está definido, mas os postulantes já são conhecidos. Luke Rockhold e Ronaldo Jacaré são os mais cotados para ter a chance de tirar o cinturão do americano.

No Main Event da noite, Daniel Cormier finalizou Anthony Johnson no terceiro round e se sagrou o campeão dos meio-pesados. Mais cedo, Donald Cerrone nocauteou John Makdessi e se credenciou para disputar o cinturão dos leves. Completaram o card principal a vitória de Andrei Arlovski sobre Travis Browne e o triunfo de Joseph Benavidez diante de John Moraga.

lutadores

Chris Weidman precisou de menos de 3 minutos para nocautear Vitor Belfort. (Foto: Getty Images)

Chris Weidman nocauteia Vitor Belfort e mantém o cinturão
Votar