Uma lesão voltou a atrapalhar os planos do UFC. A luta entre Chris Weidman e Lyoto Machida, que aconteceria no dia 24 de maio, no UFC 173, teve de ser remarcada por causa de uma lesão do americano. O duelo foi remarcado para o dia 5 de julho, em Las Vegas como o evento principal do UFC 175. O Ultimate anunciou nesta segunda feira que o atual campeão dos médios sofreu uma lesão no joelho e terá de passar por cirurgia.

Esta é a segunda vez que uma luta envolvendo Chris Weidman tem de ser modificada nas últimas semanas. A princípio o duelo seria entre Weidman e o brasileiro Vitor Belfort mas o brasileiro optou por desistir da luta diante das novas regras para o uso de testosterona no estado de Nevada, onde o espetáculo estava marcado para acontecer. Com isso, Vitor foi substituído por outro brasileiro, o ex-campeão Lyoto Machida. O baiano vem de quatro vitórias nas suas últimas cinco lutas e tem a chance de trazer o cinturão de volta pro Brasil, já que Weidman se tornou campeão ao derrotar a lenda Anderson Silva.

Pôster promocional divulgado pelo UFC ainda mostra a data original do evento

Com a lesão do campeão, o UFC 173 está desfalcado de sua principal atração. Com outras onze lutas já marcadas para o evento, o Ultimate deve anunciar ainda nesta semana qual será o novo duelo principal da noite.
A lesão de Weidman marca a quarta vez no ano em que um campeão tem que se afastar por alguns meses para passar por cirurgia. Os outros três foram Cain Velasquez, campeão dos pesados que passou por cirurgia no ombro; Johny Hendricks, campeão dos meio-médios, que lesionou o bíceps e o campeão dos peso-leve Anthony Pettis, que passou por cirurgia no joelho.

Lembrando sempre que além deles, o ex-campeão dos pesos médios Anderson Silva fraturou a perna esquerda na derrota para Chris Weidman e só voltará a lutar no ano que vem.

Chris Weidman se machuca e duelo com Lyoto é adiado
Votar