O veterano Daniel Cormier mostrou mais uma vez neste final de semana que, com exceção de Jon Jones, é capaz de vencer qualquer competidor que colocaram em sua frente na categoria dos meio-pesados do UFC. Diante de Volkan Oezdemir, o americano de 38 anos mostrou muita frieza para nocautear o adversário no segundo round da luta, que foi o Co-Main Event do UFC 220, que foi realizado em Boston, Massachusetts.

Com isso, Cormier manteve o cinturão dos meio-pesados do UFC. Vale lembrar que o americano havia perdido o cinturão para o seu compatriota, Jon Jones, mas uma vez que Jones foi pego no doping novamente, ele foi destituído do cinturão, que voltou para Cormier.

Como de costume, Daniel Cormier se emocionou ao falar da luta, relembrando tudo que passou até chegar neste momento.

Passei por muita coisa por conta do meu grande rival. É muito bom voltar com uma vitória. Perdi duas vezes para Jones. Vim lutar pelo cinturão e consegui. Sou campeão novamente. Provei que Oezdemir não está em meu nível. Apesar disso, ele fez um trabalho fantástico. Um dia ele chega lá.

Atleta da AKA, o experiente americano também não se esqueceu de seus companheiros de treino e tratou de garantir que Khabib e Cain também conquistarão cinturões em breve.

Eu amo a minha equipe. Khabib Nurmagomedov vai conseguir o cinturão em alguns meses. Sou muito amigo dele. O Cain vai lutar pelos pesados e vai conquistar o título também. – completou Daniel Cormier.

Campeão dos meio-pesados, Cormier ostenta agora um cartel de 20 vitórias em 22 lutas. Já o suíço Volkan Oezdemir, de 28 anos, perdeu pela segunda vez em 17 duelos como profissional de MMA.

Siga seu lutador favorito e obtenha um bônus!

Cormier nocauteia Oezdemir e mantém cinturão dos meio-pesados
Votar