Cormier vence batalha épica com Gustafsson

Foto: Gustafsson levanta Cormier após batalha épica em Houston. (Foto: Reprodução)

Novo dono do cinturão dos meio-pesados do UFC, desde o afastamento de Jon Jones, o americano Daniel Cormier teve na madrugada do último sábado a primeira oportunidade de defender o cinturão. Cormier protagonizou uma grande batalha com o sueco Alexander Gustafsson. No final, melhor para o americanao, que venceu por decisão dividida dos jurados (47-48, 48-47 e 49-46) e manteve o título.

A luta entre os dois foi o Main Event do UFC 192, disputado em Houston, no Texas. Outra luta de destaque foi entre Ryan Bader e Rashad Evans, que terminou com vitória de Bader, por decisão unânime dos jurados.

O duelo entre Cormier e Gustafsson foi tão equilibrado, que nem mesmo os juízes concordaram com quem venceu qual round. Todos concordaram que Cormier venceu o primeiro e último assaltos e que Gustafsson venceu o segundo e o quarto. O terceiro round foi o que decidiu a luta. Mesmo com knockdowns do sueco, dois dos três jurados deram o terceiro round para o americano, o que acabou sendo crucial para o resultado da luta.

Ao final da luta, Cormier tratou de enaltecer as qualidades de Gustafsson e afirmou que o sueco o fez ser um lutador melhor.
– Não estou aqui para promover nada, vim ser eu mesmo. Obrigado, Gustafsson. Você me fez um lutador melhor. Estarei em débito contigo para sempre. Queria provar que não sou unidimensional e consigo trocar golpes com qualquer um – disse Cormier.

Por outro lado, Gustafsson – que chegou a erguer Cormier após a decisão dos juízes – concordou com a decisão e parabenizou o americano.
– Ele luta bem, é um grande trocador. É um campeão de verdade agora. Obrigado pelo apoio, Houston. – disse, categoricamente, o sueco.
Em entrevista ao canal americano “Fox Sports”, Dana White disse acreditar que Cormier venceu a luta por 3 a 2, discordando da decisão dividida dos jurados.
– Não concordei com a decisão dividida. Foi 3 a 2 para o DC. Não tinha como dar o último round ao Gus. Cormier é um monstro e elogiou o Gustafsson logo após a luta. – afirmou o chefão do UFC.

Cormier vence batalha épica com Gustafsson e mantém o cinturão
Votar