Cruz vence Dillashaw e retoma cinturao dos galos

Foto: Dominick Cruz superou TJ Dillashaw em Boston para recuperar o cinturão dos galos.

Era apenas a sua segunda luta nos últimos cinco anos. Atormentado por intermináveis lesões no joelho, Dominick Cruz teve no último sábado a chance de fazer história e voltar a ser o dono do cinturão dos pesos galos do UFC. E o californiano não decepcionou.

Em uma grande luta, Cruz venceu o também californiano T.J. Dillashaw por decisão dividida dos jurados e retomou o cinturão.

Cruz mostrou, mais uma vez, que em plena forma física, é o melhor lutador da categoria. Durante os três primeiros rounds, ainda com o fôlego em dia, dominou e frustrou Dillashaw, que não conseguia encontrar o desafiante. Experiente, Cruz sabia o momento certo de atacar o campeão e também de recolher. Nos últimos dois rounds, até por conta de um cansaço natural depois de ficar tanto tempo sem lutar, Cruz diminuiu o ritmo e Dillashaw cresceu, mas não foi o suficiente para fazer o campeão manter o cinturão.

Melhor para o desafiante, que venceu por decisão dividida dos jurados (49-46, 46-49 e 48-47) para conquistar o cinturão dos galos do UFC.

A batalha entre os dois fez o público aplaudir os lutadores de pé, ao final do combate. O público de Boston foi ao delírio com o duelo e ao que parece, a organização do UFC também gostou e muito da luta. Tanto é que o Main Event da noite ganhou o prêmio de “Luta da Noite”. Portanto, cada um dos dois atletas levou para casa um bônus de US$ 50 mil.

Com 30 anos de idade, o “novo” campeão dos galos, Dominick Cruz, ostenta agora um impressionante cartel de 21 vitórias em 22 lutas. A única derrota do campeão aconteceu em 2007, quando foi superado por Urijah Faber. Por outro lado, Dillashaw, de 29 anos, foi superado pela terceira vez em 15 duelos. Antes de ser superado por Cruz, ele havia perdido para Raphael Assunção e John Dodson. A derrota para o campeão terminou também com uma boa sequência de Dillashaw, que vinha de quatro vitórias consecutivas, duas delas sobre o brasileiro Renan Barão.

Cruz vence Dillashaw e retoma cinturão dos galos
Votar