Detentor do cinturão das moscas do UFC desde 2012, Demetrious Johnson fez história recentemente ao igualar o recorde de Anderson Silva, de dez defesas consecutivas de cinturão. Considerado por muitos o melhor lutador peso-por-peso da organização no momento, o americano se mostrou decepcionado com o salário que recebe do UFC, garantindo que merecia ser mais bem remunerado.

Em nenhum outro esporte do mundo, o melhor não recebe o maior salário. Nunca quis dizer isso, mas eu não consigo mais. São fatos. Quando o CM Punk assinou com o UFC, eu imaginava que ele ganharia, em sua primeira luta, mais do que eu ganho hoje. E eu acertei. Ele ganhou mais de US$ 500 mil. Não tenho nada contra o CM Punk, mas isso não faz sentido. Ele não sabe nem lutar. Se eu lutar duas vezes por ano, recebo US$ 400 mil. O UFC devia me mandar um bônus no final do ano, por eu ser o campeão. Minha habilidade justificaria esse pagamento. Eu ainda estou apaixonado por este esporte, amo treinar todos os dias, mas a minha relação com o aspecto de negócios mudou. Eu estou incomodado com algumas coisas, eu sempre apreciei o talento mais do que qualquer coisa. – disse DJ, que vive a melhor fase de sua carreira.

Com 29 lutas na carreira como profissional de MMA, Demetrious Johnson, que ainda tem apenas 30 anos, venceu 26 lutas, tendo apenas duas derrotas como lutador profissional. Sua última vitória foi diante do brasileiro Wilson Reis, em abril deste ano.

Foto: Demetrious Johnson acha que merecia ganhar mais no UFC. (MMA Fighting)

Demetrious Johnson critica a divisão de salários do UFC
Votar