Não é segredo para ninguém que Mark Hunt e Dana White não se dão muito bem. Mas a inimizade entre os dois atingiu um novo patamar neste último mês. Tudo começou quando Mark Hunt foi retirado do UFC Austrália, sob alegações de que o neozelandês não havia sido liberado para lutar pelos médicos da organização. Hunt discordou disso e disse, publicamente, que foi retirado da luta por ter feito comentários contrários ao UFC e detonou Dana White, com xingamentos explícitos dirigidos ao chefe do UFC.

Nesta semana, Dana White resolveu rebater as declarações de Mark Hunt. Em uma carta enviada ao jornal inglês The Telegraph, Dana voltou a reafirmar que Hunt não foi liberado para lutar e tratou de responder as acusações do peso-pesado.

Confira abaixo a nota de Dana White, na íntegra:

Mark hunt nunca foi liberado para lutar contra Marcin Tybura em Sidney, na Austrália, em novembro. Ponto. E o que ele está dizendo (que havia sido liberado) é mentira.

Deixe-me dizer o que eu sei. Recentemente, Mark Hunt escreveu um artigo para um site australiano e descreveu alguns sintomas muito sérios. Ele disse que estava começando a gaguejar e a ter dificuldades em pronunciar palavras. Escreveu que não está dormindo bem e que não consegue nem se lembrar do que fez ontem.

Essas são suas próprias palavras, mas agora ele está dizendo que foram tiradas de contexto. Como você consegue tirar suas próprias palavras de contexto? Então, sabe o que eu fiz? Meu time entrou em contato com o empresário dele na primeira semana que soubemos desses sintomas. Nós nos oferecemos para enviá-lo para Las Vegas, de primeira classe, para visitar o Lou Ruvo Brain Center, que é o melhor centro de pesquisa cerebral do mundo, para fazer alguns testes. E ele se recusou.

Como eu posso colocar um cara com esses sintomas no octógono sem testes adicionais? Eu definitivamente não faria isso. Então eu fiz a única coisa que eu podia fazer, que é tirá-lo do evento no qual ele lutaria em apenas nove semanas após escrever o artigo, assim ele poderia ter mais tempo para ver um especialista.

Deixe-me lembrar que esse é um evento que eu já tinha os contratos assinados e no qual nós investimos muito dinheiro em marketing e promoção, então foi uma grande perda para nós, mas era a coisa certa a se fazer.

E aqui estamos nós. Depois de tudo isso, Mark está dizendo que eu o tirei do evento porque eu estou bravo por conta do processo que ele está movendo. Deixe-me perguntar uma coisa: Será que eu teria colocado ele em duas lutas, incluindo uma como luta principal, ou pago a ele US$ 1,645 milhão de dólares, incluindo US$ 50 mil de bônus pela “luta da noite” e US$ 25 mil como bônus? Tudo isso DEPOIS do processo. Como alguém pode dizer que eu tenho problemas com esse cara?

No fim das contas, o meu trabalho é promover as melhores lutas do mundo e parte dele é proteger esses caras deles mesmos. Eu entendo, eles são lutadores e querem lutar. Mas isso só funciona se a segurança está em primeiro lugar, e esse tem sido o meu objetivo – proporcionar condições equitativas e um ambiente seguro e regulamentado para os nossos atletas competirem. Eu tenho feito isso há mais de 20 anos e não vou parar de fazer isso agora”.

Acompanhe seu esporte preferido e ganhe!

Votar