O evento principal do UFC Belfast, disputado no último final de semana na capital norte irlandesa, foi entre dois cascas grossas do Ultimate. O confronto entre Gegard Mousasi e Uriah Hall foi a revanche entre dois dos principais nomes da categoria dos médios. Diferentemente da primeira luta, onde Hall venceu por TKO, desta vez o vencedor foi Mousasi, também por TKO, ainda no primeiro round do duelo.

O triunfo comprova a grande fase do holandês Gegard Mousasi, que venceu pela quarta vez consecutiva no Ultimate. Antes de passar por Hall, ele havia feito a “trinca” diante de brasileiros, passando por Vitor Belfort, Thiago Santos e Thales Leite. Já Uriah Hall vive má fase desde nocauteou o mesmo Mousasi em setembro de 2015. O jamaicano perdeu pela terceira vez consecutiva no UFC.

A vitória diante de Hall e a boa fase de quatro triunfos consecutivos parece ter empolgado Gegard Mousasi, que mira voos mais altos e aproveitou para desafiar o lendário Anderson Silva.

– Quero enfrentar Anderson Silva ou Nick Diaz em uma superluta. Seriam boas lutas para mim. Para eu ter a chance de disputar o cinturão, acho que teria que enfrentar alguém como Luke Rockhold. Tudo depende do UFC. Pego qualquer luta desde que eu receba a chance de disputar o cinturão depois. Estou pronto para qualquer um. – disse Mousasi, ainda no octógono, em Belfast.

Para completar, Mousasi ainda tratou de elogiar Hall, a quem chamou de legal e tratou de parabenizar o jamaicano por derrotá-lo no primeiro confronto entre os dois.

Ele venceu de forma justa na primeira luta. Dou todos os créditos a ele. Ele me deu essa revanche também, tenho que respeitar isso. Ele é legal, mas está atrás de mim. Estou olhando para frente agora, quero disputar o cinturão. – completou o holandês.

Foto: Mousasi derrotou Hall em Belfast.

Gegard Mousasi nocauteia Uriah Hall em Belfast
Votar