Deu a lógica em Nova York. No evento principal UFC 217, disputado no lendário Madison Square Garden, Georges Saint-Pierre mostrou que mesmo após quatro anos afastado, continua sendo um lutador muito acima da média. Com muita facilidade, o canadense destronou o veterano Michael Bisping, vencendo por finalização no terceiro round e conquistando o cinturão dos médios do UFC.

Muito mais técnico que Michael Bisping, GSP não mostrou a mesma velocidade de antes, mas a técnica estava em dia. Com facilidade, ele dominou o inglês durante todo o primeiro round, acertando bons golpes e medindo a distância. Nos segundos finais do primeiro round, Saint-Pierre ainda acertou um belo chute rodado em Bisping, que cambaleou.

Ainda mais à vontade no segundo round, GSP continuou apostando nos jabs e nos chutes. Em um dos únicos momentos de lucidez na luta, Bisping acertou um bom golpe de direita no canadense. GSP se recuperou rapidamente e logo levou a luta para o chão, vencendo mais um round.

Logo no começo do terceiro round, Georges voltou a levar Bisping para o chão. Desta vez, porém, o inglês contra-atacou e com cotoveladas, conseguiu abrir um corte no supercílio do desafiante. Mesmo sangrando bastante, o canadense não diminuía o ritmo. Com uma excelente sequência de golpes, GSP atordoou Bisping, que sem direção, deu às costas ao desafiante. Esperto, GSP foi para o mata-leão e apagou o inglês, que se recusou a bater. O campeão estava de volta.

Georges Saint-Pierre, que foi durante muito tempo o detentor do cinturão dos meio-médios, conquistou agora pela primeira vez o cinturão dos médios, ao destronar o até então campeão Michael Bisping. O canadense se junta a Conor McGregor, BJ Penn e Randy Couture como um dos únicos quatro lutadores do UFC a conseguir ser campeão em duas categorias diferentes.

Siga as novidades das lutas do UFC e receba um bônus de 100%!

GSP apaga Bisping e conquista o cinturão dos médios
Votar