Enfim de volta ao UFC após um hiato de quase quatro anos, Georges Saint-Pierre já sabe qual será o seu primeiro desafio na volta ao MMA. Considerado um dos maiores nomes da história do esporte, o canadense enfrenta o veterano Michael Bisping, em luta válida pelo cinturão da categoria dos pesos-médios do Ultimate.

O anúncio da super-luta foi feito pelo presidente da organização, Dana White, em entrevista ao programa Sportscenter da ESPN americana. Ainda sem confirmar uma data para o combate, Dana disse apenas que a luta está programada para o segundo semestre desse ano. Isso porque o Bisping ainda se recupera de lesão no joelho, sofrida logo após defender o seu cinturão pela primeira e única vez, em polêmica sobre ao americano Dan Henderson.

De volta ao UFC e hoje com 35 anos de idade, esta será a primeira “super-luta” da carreira de GSP, que durante anos conviveu com rumores que enfrentaria Anderson Silva, que na época reinava entre os médios. A luta reuniria os dois melhores lutadores da época, uma vez que Georges Saint-Pierre era soberano entre os meio-médios.

A luta entre Georges Saint-Pierre valerá pelo cinturão dos médios no UFC e frustra os planos de Yoel Romero e Ronaldo Jacaré, que esperavam uma chance de enfrentar Michael Bisping, pelo título da categoria.

Bisping provoca GSP, que prefere não revidar

Confirmada a informação de que Michael Bisping defenderá o cinturão dos médios diante do veterano Georges Saint-Pierre – de volta ao UFC após três anos – tem agitado as coisas no UFC. Sempre polêmico, o veterano inglês, de 38 anos, tratou de provocar GSP. Ainda sem data e local anunciados, o confronto entre os dois deve acontecer no segundo semestre deste ano. Sem papas na língua, Bisping garante que acha que GSP o escolheu por acreditar que seria uma luta fácil.

Georges me escolheu porque acha que pode me vencer. Treinei com ele 11 anos atrás e ele me derrotou com seu wrestling. Mas naquela época eu era apenas um kickboxer inglês que nãos sabia a diferença entre um double leg e um double deck. Sempre que treinávamos, ele me levava para baixo com facilidade. Acho que ele ainda imagina que eu seja aquele cara. Que será uma luta fácil. Ele não tem nada a perder. – disse Bisping, em entrevista ao Sportscenter americano.

Já em entrevista ao canal americano TMZ, Bisping subiu o tom ao falar do duelo com GSP.

Eu vou f…. o GSP. É um fato. Se Tyron e Thompson são os melhores daquela categoria, Saint Pierre vai ter um funeral muito em breve. – provocou Bisping, que ainda cutucou o duelo entre Woodley e Thompson, pelo cinturão dos meio-médios.

Mais consciente e mais tranquilo, GSP tratou de não se envolver no assunto de provocações, garantindo que “vence quem é o melhor”.

A luta não é vencida por quem é mais durão, quem fala mais. Não se vence por conversinha. A luta é vencida por quem é melhor. Vou focar no que é importante. Vou fazer o que precisa ser feito. Não tem problema aguentar Bisping falando por alguns meses. – falou GSP, em sua primeira coletiva após a volta ao UFC.

Foto: GSP e Bisping já protagonizaram uma encarada tensa para promover o duelo.

GSP enfrenta Bisping pelo cinturão dos médios
Votar