Anunciada no início do ano por Dana White, a super-luta entre Georges Saint-Pierre e Michael Bisping, que seria válida pelo cinturão dos médios do UFC, foi cancelada no mês passado, pelo mesmo Dana, uma vez que tanto Georges quanto Bisping ainda estão se recuperando de diferentes lesões. Os constantes adiamentos da luta, que era cogitada primariamente para junho, mas depois chegou a ser cogitada para outubro, irritaram Dana White, que chegou a criticar GSP por sua demora a entrar em forma.

Em silêncio desde o cancelamento do duelo, GSP resolveu falar nesta semana, revelou que está sofrendo com uma lesão no olho, que tem afetado a sua visão e criticou o UFC, já que garantiu que eles sabiam da seriedade de seu problema.

Podem acreditar, eu não sou o tipo de cara que fazem os outros esperarem por mim. O motivo da demora para eu voltar a lutar é que eu tenho um problema no olho. Tenho uma lesão. A minha visão não está boa ainda. Ela vai voltar, mas o médico pediu para que eu não treinasse até setembro para não piorar. O UFC está ciente disso. Eles sabiam que eu não poderia lutar no meio do ano, mas eles insistiram. Se tornou em uma coisa negativa porque tudo levou muito tempo. Mas o UFC sabia. Todo mundo sabia. Mesmo assim, eles continuaram me colocando pressão para que eu lutasse em julho. Eu não vou lutar no meio do ano e venho hoje publicamente dizer isso. – revelou Georges Saint Pierre, em entrevista concedida em sua cidade natal de Montreal, no Canadá.

Foto: GSP revelou que vem sofrendo com uma lesão no olho.

GSP fala da lesão que fez cancelar a luta com Bisping
Votar