Quase dois anos depois de seu último triunfo, Johny Hendricks enfim voltou a vencer no UFC. Ex-campeão dos meio-médios, o veterano americano fez a sua estreia na categoria dos médios e venceu o experiente Hector Lombard, na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 29-28) no Co-Evento principal do UFC Halifax, disputado no último final de semana, no Canadá. Com isso, Hendricks espanta a má fase de três reveses seguidos no Ultimate e deixa agora o cubano com a mesma marca, sem saber o que é vencer desde 2014.

Superior durante os três rounds, Hendricks queria apagar a má impressão deixada nas últimas vezes em que entrou no cage. Vindo de três derrotas seguidas, o americano fazia a sua estreia na categoria peso-médio e queria impressionar. Com joelhadas certeiras e socos precisos, Hendricks castigou Lombard durante a maior parte da luta. Os melhores momentos do cubano no combate vieram quando ele conseguia colocar Hendricks para baixo.

Me sinto bem. No final do terceiro round sentia como se fosse morrer. Mas tenho um controle mental muito forte. A luta foi muito divertida. A preparação foi muito intensa. Me sinto melhor fisicamente, porque não estou mais me matando para perder peso como antes. Sinto como se estivesse crescendo ainda como lutador. Se pedirem para eu lutar daqui cinco semanas, não tem problema, eu luto. – disse Hendricks, que estreou com vitória na categoria peso médio.

Cezar Mutante é superado por Elias Theodorou no Canadá

Hendricks não vencia desde 2014

Em um duelo de campeões do The Ultimate Fighter, o brasileiro Cezar Mutante foi superado pelo canadense Elias Theodorou, em duelo válido pelo Card Principal do UFC Halifax, que aconteceu no último final de semana, na cidade canadense. Campeão do primeiro TUF Brasil, Mutante teve interrompida uma sequência de três vitórias seguidas no UFC, a sua melhor na organização. Por sua vez, o canadense Theodorou, campeão do TUF Nations, segue tendo um único revés em 13 lutas como profissional de MMA.

A luta foi bastante equilibrada durante os três rounds e difícil de pontuar. Apesar de ter vivido bons momentos durante o combate e ter apresentado uma forma física boa, Mutante acabou derrotado na decisão unânime dos jurados, com parciais de (29-28, 29-28 e 30-27).

Por sua vez, o brasileiro deixou claro que discordou da decisão dos jurados, uma vez que acha que venceu o duelo com o prodígio canadense.

A minha quarta vitória consecutiva não veio oficialmente, porque todos sabem que eu venci essa luta. É assim que eu deixo a cidade de Halifax, como um campeão. Eu não perdi para o meu oponente, perdi para os juízes. Vamos seguir em frente. – disse um decepcionado Mutante.

O brasileiro de 32 anos revelou ainda que quebrou um dos dedos da mão logo no primeiro soco que conectou, o que acabou prejudicando a sua performance.

No primeiro soco que conectei, eu quebrei a mão. Obrigado a todos que torceram por mim. Não é por isso que vou parar e vou voltar mais forte ainda em breve. Deus abençoe a todos. – publicou Mutante em sua conta no Instagram.

Foto: Hendricks não vencia no UFC desde 2014.

Johny Hendricks volta a vencer no UFC
Votar