A fase de Jon Jones parece não ser nada boa. Considerado o melhor lutador do esporte há alguns anos atrás, o ex-campeão dos meio-pesados vem recebendo notícia ruim atrás de notícia ruim ultimamente. A bola da vez é que Jones foi suspenso por um ano pela USADA por ter sido flagrado em um exame antidoping em julho deste ano.

Jones alega que ingeriu uma pílula para melhora no seu desempenho sexual e que a mesma estava contaminada. O ex-campeão ainda testou positivo para hidroxiclomifeno e metabólitos de letrozole. Ele recebeu a pena máxima da USADA – suspensão de um ano – e aguarda ainda um julgamento da Comissão Atlética de Nevada, o que pode agravar ainda mais a sua pena.

A suspensão começa a valera a partir do momento em que Jones foi pego no doping. Ou seja, é válida de julho de 2016 até julho de 2017. O UFC já se pronunciou sobre o caso e garantiu que tirará, mais uma vez, o cinturão do ex-soberano da categoria. Jones também soltou uma nota oficial, criticando a pena exagerada, mas reconhecendo que respeita o processo legal.

– Sua culpa se deve ao fato de ter sido descuidado. O uso imprudente desta substância o custará um ano de sua carreira e ainda um valor estimado em nove milhões de dólares. Com esse resultado, esperamos que que outros atletas do esporte agora fiquem em alerta. – disse um dos árbitros que julgou o caso de Jon Jones.

Jon Jones emite nota oficial falando sobre sua suspensão

Recentemente condenado a servir um ano de suspensão por ter sido pego no exame antidoping organizado pela USADA, Jon Jones aproveitou para soltar uma nota oficial falando sobre todo o processo e a decisão da agência. Jones mostrou estar decepcionado com a suspensão, mas disse ter ficado feliz pelo reconhecimento de que não agiu em má-fé, uma vez que o ex-campeão teria sido vítima de uma pílula contaminada para a melhora do desempenho sexual.

Pego no exame em julho deste ano, na véspera da luta com Daniel Cormier, que serviria para unificar os cinturões dos meio-pesados, o americano está suspenso até julho de 2017 e ainda aguarda mais um julgamento, desta vez da Comissão Atlética de Nevada.

Confira abaixo a nota oficial divulgada por Jon Jones:

Embora eu estivesse esperançoso de um resultado melhor no julgamento da USADA de hoje, respeito muito o processo no qual eles me permitiram defender-me. Eu sempre mantive minha inocência e estou muito feliz que tenha ficado claro que eu não tomei substâncias banidas de maneira intencional. Estou satisfeito que na investigação da USADA eles concluíram que não sou um “trapaceiro do esporte”. Ser eximido dessas alegações era muito importante para mim. Eu trabalhei duro dentro e fora do octógono para recuperar minha imagem e minha carreira de lutador e vou pegar esses próximos oito meses para continuar treinando e crescendo como homem e atleta. Obrigado a todos os meus fãs, colegas de equipe, treinadores, patrocinadores e ao UFC pelo contínuo apoio.

UFC volta a tirar cinturão de Jon Jones

Pela segunda vez em menos de dois anos, o UFC se viu obrigado a retirar o cinturão de Jon Jones. Ainda em 2015, o ex-campeão dos meio-pesados havia se envolvido em um acidente automobilístico que acabou ferindo uma mulher grávida e de quebra, fugiu do local. Desta vez, a atitude do UFC se deu após Jones ser flagrado em um exame antidoping na véspera de seu duelo com Daniel Cormier, pela unificação dos cinturões da categoria.

– Jon Jones estragou tudo mais uma vez, da pior forma que um cara com o talento que ele tem poderia estragar. Um dos maiores talentos de todos os tempos, mas sem dúvida a maior decepção de todos os tempos. – disse, curto e grosso, Dana White, em entrevista a ESPN.

Jon Jones foi suspenso por um ano pela USADA por ter sido flagrado em um exame antidoping em julho deste ano. O lutador alegou que sua pílula para melhora em desempenho sexual estava contaminada. A suspensão do lutador é válida até julho do ano que vem e ele ainda espera um julgamento da Comissão Atlética de Nevada, o que pode complicar ainda mais a sua vida.

Não faz sentido ele continuar sendo o campeão interino. Ele tinha o cinturão porque teria a unificação, apenas isso. Com tudo o que aconteceu nos últimos tempos, não faz mais sentido ele ter esse cinturão. – justificou Dana.

Foto: Jon Jones foi suspenso por um ano pela USADA

Jon Jones recebe suspensão de um ano
Votar