Cercada de muita expectativa, o Co-Main Event do Bellator 180, colocou frente a frente dois gigantes do peso-pesado: o americano Matt Mitrione e o russo Fedor Emelianenko. Considerado um dos melhores lutadores da história, o veterano russo era o franco-favorito para vencer, mas acabou surpreendido pelo americano, em uma luta maluca.

Como é de costume, ainda mais em lutas de pesos-pesados, o primeiro minuto do duelo foi dos dois gigantes se estudando e medindo a distância. Por coincidência, os dois resolveram se golpear ao mesmo tempo. O resultado foi que os dois socos entraram e ambos caíram. Melhor para Mitrione, que foi mais esperto, se recuperou mais rápido e com Fedor ainda no chão, e emplacou uma boa sequência de golpes, até a interrupção do árbitro, vencendo por TKO.

Eu sabia que seria um duelo explosivo e quem acertasse primeiro venceria. – disse, curto e grosso, o americano, depois de conquistar a maior vitória de sua carreira.

Aos 38 anos de idade, Matt Mitrione conquistou a sua terceira vitória em três lutas pelo Bellator. O ex-peso-pesado do UFC venceu pela 12ª vez, em 17 lutas na carreira. Já Fedor Emelianenko continua ostentando um invejável cartel, tendo sofrido apenas a sua quinta derrota em 42 lutas na carreira. O russo, que fez sua estreia no Bellator, vinha de cinco triunfos seguidos.

Douglas Lima, Brent Primus e Ryan Bader vencem lutas por cinturão

Maior evento da história da companhia, o Bellator 180 – disputado no Madison Square Garden, em Nova York – teve como Main Event o duelo entre Chael Sonnen e Wanderlei Silva e como Co-Main Event o combate entre Matt Mitrion e Fedor Emelianenko. E não parou por aí. O Card Principal do histórico evento contou ainda com três disputas de cinturão, nas categorias peso-leve, meio-médio e meio-pesado.

Na luta pelo cinturão dos meio-médios, Douglas Lima levou a melhor sobre Lorenz Larkin. Em um dos melhores duelos da noite, o duelo de cinco rounds entre dois dos principais nomes da categoria terminou com a vitória do brasileiro, na decisão unânime dos jurados, com um triplo 48-47. Com o triunfo, Douglas Lima manteve o cinturão.

Outra luta que gerava muita expectativa era entre Michael Chandler e Brent Primus. Campeão dos meio-médios, Chandler era o franco favorito para o duelo, mas acabou se complicando ainda no primeiro round, quando pisou de mal jeito e acabou torcendo o tornozelo. O pisão parece ter danificado algum ligamento, uma vez que Chandler não conseguia nem pisar no chão mais e andava igual um saci pelo cage. Percebendo a situação delicada na qual Chandler se encontrava, o árbitro Todd Anderson parou a luta para atendimento médico e o médico acabou vetando o retorno de Chandler, que incapacitado de continuar na luta, acabou perdendo o cinturão para Brent Primus.

Já na categoria dos meio-pesados, no duelo entre dois ex-UFC, Ryan Bader levou a melhor sobre o compatriota Phil Davis e conquistou o cinturão da categoria logo em sua estreia no Bellator. O curioso é que o triunfo veio por decisão dividida, em notas bastante controversas entre os jurados. (49-46, 49-46 e 47-48). Vale lembrar que esta é a segunda vez que Bader bate Davis, uma vez que os dois já tinham se enfrentado antes, ainda pelo UFC.

Foto:
Matt Mitrione superou Fedor Emelianenko, nocauteando o russo logo no começo do primeiro round. (AP)

Mitrione nocauteia Fedor em luta que quase teve nocaute duplo
Votar