Para o treinador de dos Anjos a lesão foi uma fatalidade

Foto: Rafael Cordeiro falou sobre a lesão de Rafael dos Anjos.

Um chute que acertou o joelho de um companheiro de treino, durante um sparing, duas semanas antes da luta mais importante de sua carreira, acabou custando caro a Rafael dos Anjos. O campeão da categoria peso leve do UFC acabou fraturando o pé esquerdo e foi forçado a anunciar a sua retirada do card do UFC 196, que acontecerá no dia 5 de março em Las Vegas. O Ultimate já anunciou que o americano Nate Diaz será o substituto de Rafael e enfrentará Conor McGregor.

Após a confirmação da lesão de Rafael dos Anjos, o treinador do lutador brasileiro, Rafael Cordeiro falou sobre a lesão do pupilo e tratou o ocorrido como uma “fatalidade”.
– Foi uma fatalidade. Ele estava treinando forte, como sempre. Ele nunca fugiu de nenhuma luta. Ele vive disso. Ele só não vai lutar porque não consegue nem colocar a perna no chão. Se conseguisse ao menos andar, iria para a luta. Contra o Anthony Pettis ele lutou com o joelho machucado.

Infelizmente, desta vez é inviável. O médico pediu para ele ficar pelo menos três
semanas sem fazer nada. Não precisa de cirurgia, precisa esperar calcificar e depois disso ele pode voltar a treinar. – afirmou o treinador de Rafael.

Treinador de Dos Anjos e líder da equipe do Kings MMA, Rafael Cordeiro afirmou que a realização do esperado duelo contra Conor McGregor é “apenas uma questão de tempo”.
– Quando a luta acontecer, Rafael vai estar preparado. Ele ficou triste pois estava preparado para dar um show. Mas ele é um cara forte, de muita fé e esta luta é apenas questão de tempo. Cabe ao UFC remarcar o confronto para quando ele estiver bem. – completou Cordeiro.

Para o treinador de dos Anjos a lesão foi uma fatalidade
Votar