Atualmente, no Brasil, as artes marciais mistas estão sendo muito praticadas. É verdade que o futebol segue sendo o esporte com mais popularidade e reconhecimento, atraindo milhares de pessoas, de diferentes idades e gostos. Porém, o âmbito das lutas está movendo muito público, pois todo dia são mais as pessoas que aderem a ele.

Quando se fala de artes marciais mistas, é importante lembrar que não há um único tipo de disciplina, mas várias que tem as suas diferenças quanto a técnicas, estratégias e regras. No Brasil vêm se desenvolvendo muitas delas, talvez a maioria, mas há algumas específicas que foram ganhando maior força com o passar do tempo. Não há um relevamento oficial que indique a quantidade de lutadores nem de seguidores por tipo de arte marcial. Mesmo assim, algumas das diferentes opções de luta têm mais espaço nos dias de hoje. Algo que fez com que fossem “inventados” tantos tipos de luta é o fato de os adeptos irem misturando, a um tipo particular, características pessoais e conhecimentos em outras áreas. Gerando assim novos métodos. Vamos ver as características essenciais de algumas delas, provavelmente as mais eficientes quanto a desenvolvimento no país.

Judô

O Judô, além de ser um tipo de luta que atrai muita gente, é, sem dúvida, um dos mais antigos no país, pois chegou ao Brasil em 1920, aproximadamente. Daí para a frente, foi crescendo tanto que tornou o Brasil uma potência na modalidade, fazendo com que ganhasse a maior quantidade de medalhas na história das Olimpíadas.

Os esportistas brasileiros que participam nesta disciplina internacionalmente sempre são muito bem reconhecidos, obtendo sempre premiações. É praticado por pessoas de variadas idades, mas é realmente de destacar a quantidade de crianças que fazem parte deste círculo. Isso é devido a que muitas pessoas recomendam o judô para trabalhar as ideias de disciplina, tranquilidade e equilíbrio. Assim sendo, muitos pais veem neste esporte, além de uma maneira de aprender defesa, uma ferramenta para o desenvolvimento pessoal ensinando-lhes concentração e responsabilidade para efetuar as tarefas do dia-a-dia.

O surgimento do judô foi pela mescla de diferentes técnicas e estilos do jiu-jitsu clássico. A técnica do judô busca usar o peso do oponente contra ele mesmo para derrubá-lo, ficando assim com menos possibilidades de reagir.

Jiu-jitsu brasileiro

O Jiu-jitsu é milenar, tendo começado no oriente, mas foi passando por diversas culturas, sofrendo alterações e dando origem a outros tipos. Daí um dos novos surgimentos foi o brasileiro. O momento de maior prestígio que teve foi na década de 1990, período no qual teve o maior crescimento desde a sua aparição. E isso graças à família Gracie que deu importância para a prática deste esporte, promovendo as competições.

Quanto ao uso do solo, vai da queda à continuação da luta no chão. O desenvolvimento de determinadas técnicas do Jiu-jitsu brasileiro foram importantes para melhorar a nível das lutas, fazendo com que, os lutadores que soubessem dele, tivessem muito mais eficiência na hora do enfrentamento. É por esse motivo que muitos esportistas, mesmo de outras artes marciais, procuram incorporar técnicas desta modalidade brasileira, para ter melhor desempenho no ringue.

Capoeira

Não há uma data exata do surgimento da Capoeira, mas, pelo que se sabe, já era praticada nas senzalas pelos escravos trazidos da África.

Na década de 1920, passou por uma reconstrução sendo aplicadas algumas inovações, sugeridas pelo Mestre Bimba. Ele misturou à Capoeira original técnicas do batuque, do judô e do karatê. Fazendo assim uma completamente nova versão da arte marcial. Mas isso foi imprescindível para a Capoeira ser mais valorizada e vista como algo bom, pois, até esse momento, era proibida, por causa da sua origem e pelo estilo violento e de rua que possuía. Com as modificações feitas, perdeu muita da violência que a caracterizava, chegando a ser legalizada.

Geralmente é praticada em duplas, mas, em seus inícios, também era utilizada para combates múltiplas. Com o que as suas técnicas serviam para se enfrentar a mais de um oponente.

Boxe

Mesmo que o Brasil não tenha tido grandes pugilistas no âmbito internacional, houve alguns que foram de grande importância. Por exemplo, o Popó, tetracampeão mundial dos pesos “Super Pena” e “Peso Leve”. Outro lutador que ficou na história do Boxe foi o Eder Jofre, tendo sido eleito o 36º maior pugilista de todos os tempos.

Entre os anos de 1980 e 1990, o Brasil teve um representante em peso pesado muito bom que foi o Maguila. Lutou contra várias lendas do boxe mundial e obteve muitos títulos. Porém, o primeiro brasileiro a ganhar o ouro no Peso Leve foi o Robson Conceição, nas Olimpíadas de 2016.

Saiba mas sobre as lutas e receba bônus!

Quais as modalidades de luta mais praticadas no Brasil?
Votar