Se alguém tinha alguma dúvida se Cub Swanson se precipitou ao bater em desistência na guilhotina de Brian Ortega, esta dúvida foi clareada pelo próprio Swanson, que garantiu que sentiu como se fosse morrer com a sensacional guilhotina em pé que o rival encaixou no segundo round da luta entre os dois, realizada no último final de semana, em Fresno, na Califórnia.

Eu senti como se eu fosse morrer. Ficou apertado logo de cara. Eu meio que tentei sacudir ele, e ele ficou com só uma das mãos. Segurei o braço e o pulso dele e estava me sentindo bem. Então ele segurou a mão dele e reajustou. Depois senti as pernas dele subirem no meu corpo. Aí ele apertou a minha cabeça e eu entrei em pânico, achei que fosse morrer. – disse Cub Swanson em entrevista coletiva logo após o evento.

Acompanhe as lutas de perto e receba seu bônus de 100%!

Swanson deu os três tapinhas, sinalizando desistência, no segundo round da luta. Mas no primeiro round, o americano também esteve perto de bater, mas foi salvo pelo gongo, que sinaliza o final do assalto.

Ficava apertado e depois afrouxava. Apertava, mas afrouxava. Ele estava fazendo os ajustes, mas eu estava fazendo o que tinha que fazer para criar espaços e tentar escapar. Por sorte, o sino tocou, mas eu acho que eu conseguiria sair da posição. – concluiu o número quatro no ranking dos penas.

Swanson fala sobre finalização de Ortega: “Eu achei que eu fosse morrer”
Votar