ufc-lutadores

Com um nocaute avassalador, graças a uma joelhada voadora, o brasileiro Thomas de Almeida superou o inglês Brad Pickett na primeira luta do card principal do UFC 189, na madrugada do último sábado, em Las Vegas.

Com a vitória, o brasileiro seguiu invicto no MMA. Thominhas soma em seu cartel a impressionante marca de 20 vitórias em 20 lutas. Esta foi a terceira luta do brasileiro de 23 anos pelo UFC. Já o veterano Brad Pickett, de 36 anos, foi derrotado pela 11ª vez em 35 lutas.

O inglês Brad Pickett até começou melhor a luta. Mais incisivo durante o primeiro round, Brad conseguiu um knockdown para cima do brasileiro e chegou a acertar uma joelhada que balançou o adversário. No final do round, o brasileiro se encontrou e conseguiu uma boa sequência de golpes, com direito até a uma cotovelada giratória.

Logo no início do segundo round, Thomas tratou de terminar com a luta. Com menos de 30 segundos e de maneira espetacular, o brasileiro acertou uma joelhada voadora no rosto do inglês, que apagou na hora. Nocaute sensacional de Thominhas.

Extasiado com a vitória, Thomas afirmou que a vitória foi a realização de um sonho.
– É um sonho realizado. Vencer em Las Vegas. Poder lutar em um card desses, com tantos lutadores maravilhosos, é muito motivador. Minha estratégia era essa, buscar o nocaute. Tudo saiu como o planejado. – garantiu o brasileiro.

Nas outras lutas do card principal, o irlandês Gunnar Nelson finalizou o americano Brandon Thatch, no segundo round. Assim como Thomas Almeida, o americano Jeremy Stephens também usou da joelhada voadora para nocautear o seu compatriota Dennis Bermudez, no terceiro round.

Mais tarde, pelo Co-Main Event da noite, o americano Robbie Lawler nocauteou o canadense Rory MacDonald e manteve o cinturão dos meio-médios, no melhor duelo da noite. Na luta principal, o canadense Conor McGregor venceu o americano Chad Mendes, também por nocaute e garantiu o cinturão interino da categoria dos penas.

Votar