Para a surpresa de muitos, TJ Dillashaw venceu com certa tranquilidade Renan Barão e ficou com o cinturão dos galos. Grande azarão nas bolsas de apostas dos Estados Unidos, o americano dominou com tranquilidade o brasileiro nos quatro primeiros rounds e nocauteou Barão no último assalto.

A derrota coloca fim a uma invencibilidade de nove anos de Renan Barão. Neste período, o brasileiro conquistou 33 vitórias consecutivas. Tudo foi por água abaixo no último sábado no evento principal do UFC 173, em Las Vegas. TJ Dillashaw levou a melhor sobre um Renan Barão irreconhecível, que quase não agrediu o americano. Com a derrota de Barão, o Brasil que antes tinha quatro, agora tem apenas um cinturão do UFC, com José Aldo.

Após dominar os quatro primeiros rounds, TJ aproveitou a apatia do brasileiro para nocautear Barão aos 2m35s do quinto round. Após uma sequência de golpes potentes do americano, Barão caiu no chão, onde sofreu com o ground and pound até a interrupção de Herb Dean.

Surpreso e orgulhoso da vitória, TJ Dillashaw não poupou elogios ao brasileiro.

Dillashaw é o novo campeão dos pesos-galo

“O Barão é o melhor do mundo. Eu sinto muito respeito por entrar no octógono com ele, é o melhor do mundo e isso me deixa orgulhoso. Lutei contra o melhor e dei meu melhor para ser o campeão do mundo. Meu muay thai está afiado. Obrigado ao meu time e ao meu técnico. Fui agressivo, treinei todo dia muito duro e sempre procuro acabar com as lutas.” – disse Dillashaw.

Já Renan Barão admitiu que Dillashaw foi superior no combate mas garante que vai conseguir recuperar o cinturão.

“Foi duro mesmo, está de parabéns o Dillashaw. Mas vou voltar, podem anotar. Minha estratégia é sempre fazer meu jogo, meu melhor, que é em pé, e defender bastante as quedas dele, mas foi o dia dele. Deus sabe todas as coisas e vou recuperar o que é meu.” – concluiu Barão.

TJ Dillashaw surpreende e nocauteia Renan Barão
Votar