Dedé Pederneiras fala sobre Aldo

Uma bomba explodiu no UFC nesta terça-feira, quando José Aldo – um dos principais lutadores da organização – revoltado com o tratamento que vem recebendo do UFC e principalmente de Dana White, pediu para que a empresa cancelasse o seu contrato. O brasileiro afirmou estar de “saco cheio” e cogitou até se aposentar do MMA, alegando que os eventos recentes o tiraram a motivação de continuar lutando.

Dana White foi rápido ao responder, negando o pedido do brasileiro de rescindir o contrato e garantiu que encontrará algo para deixar Aldo feliz, tentando colocar panos quentes na situação. Quem também falou um pouco sobre o assunto foi Dedé Pederneiras, treinador de Aldo e uma das pessoas mais próximas ao manauara.

Aldo falou o seguinte para mim: “Se eu não valho nada, eu vou sair. Quero estar em algum lugar que sou valorizado e respeitado”. Entendo que o Conor traz muito dinheiro ao UFC e tem que ser valorizado, mas ele não pode mandar. Não podem prometer as coisas e depois não fazer, é muito feio isso. Isso mostra que eles não têm palavra. Ele já estava muito irritado com a situação de ser deixado em “banho maria”. Você não pode fazer isso com um cara como o Aldo, que ficou 10 anos invicto. – disse Pederneiras, em entrevista ao site Combate.

Os próximos dias devem trazer mais novidades desta “novela” do mundo do MMA, com Aldo convicto de que quer deixar o UFC e Dana White fazendo de tudo para tentar segurar o campeão interino da categoria dos penas.

Foto: Dedé Pederneiras falou sobre o conflito de Aldo com o UFC. (Evelyn Rodrigues)

Treinador de Aldo fala sobre a situação do brasileiro no UFC
Votar