Treinadores de José Aldo definem como “fatalidade” a derrota do pupilo

A luta mais aguardada do ano no UFC durou apenas 13 segundos. Esses 13 segundos foram o suficiente para Conor McGregor se transformar de falastrão em campeão. Logo no primeiro momento da luta, o irlandês acertou um direto avassalador no queixo de José Aldo, que caiu apagado. A derrota relâmpago do manauara surpreendeu a todos e os treinadores de Aldo saíram em defesa do brasileiro, garantindo que o que aconteceu foi apenas uma “fatalidade”.

Manauara assim com o seu pupilo, o primeiro treinador de José Aldo, Márcio Pontes, assegurou que o irlandês teve sorte em conectar o golpe que chocou o mundo.
– Foram 13 segundos de luta. 13 segundos! É muito difícil, nesse tempo, avaliar o que aconteceu. Foi uma fatalidade. Não foi uma luta. Como seria o combate se a luta tivesse realmente acontecido? Não dá para saber. Claro que o Conor foi o vencedor porque acertou um bom golpe. Mas nem sempre o vencedor é o melhor. Nesse caso, o mundo todo sabe que o Aldo é muito superior. – garantiu Márcio.

Outro que também saiu em defesa do ex-campeão é o seu atual treinador, Dedé Pederneiras. O treinador da Nova União apontou como “sorte” a vitória do irlandês.
– Quando o Aldo entrou com o primeiro direto, o Conor deu um passo para trás. Para encurtar a distância, ele caminhou para cima, dando um cruzado. Só que o Conor jogou o cruzado dele na mesma hora e pegou no queixo do Aldo. O golpe do Aldo pegou na cara, chegou até a abrir, mas o do Conor pegou no queixo. Aí, o Aldo caiu.

Dedé tratou também de garantir que Aldo não sofreu nenhum abalo psicológico pelas provocações feitas por McGregor antes da luta.
– Ele não estava abalado, estava tranquilo. Nenhuma palhaçada que o Conor disse o afetou. O clima estava muito bom no vestiário. O que aconteceu na luta aconteceu uma vez e nunca mais vai acontecer – afirmou Pederneiras.

Dedé completou dizendo que Aldo está muito chateado com o resultado do combate e que espera uma chance de ter uma revanche imediata, algo que já foi descartado por Dana White.
– Aldo está muito p….. Ele está triste. Ele quer a revanche imediata. Está muito cedo ainda mas eu pedi pro Dana ligar pra ele e conversar. – completou o treinador do brasileiro.

Treinadores de José Aldo definem como “fatalidade” a derrota do pupilo
Votar