Uma bomba explodiu no UFC nesta terça-feira. Um dos principais nomes da organização, o campeão dos meio-pesados, Jon Jones, foi pego no doping, mais uma vez. Em exame realizado anterior à sua luta com Daniel Cormier, pelo UFC 214, o lutador testou positivo para turinabol, substância usada para ganho de massa muscular.

Ciente do acontecimento, o UFC emitiu um comunicado oficial falando sobre o caso. Ainda não se sabe ao certo quais serão as consequências para Jones – que já havia sido pego no doping em 2016 – mas são grandes as chances de uma nova suspensão e ele deve perder o cinturão mais uma vez.

Confira abaixo o comunicado do UFC:

“O UFC foi notificado nesta terça-feira que a USADA (Agência Americana Antidoping) informou Jon Jones sobre uma possível violação da política antidopagem derivada de uma amostra coletada após a sua pesagem em 28 de julho de 2017.

A USADA, administradora independente da Política antidopagem do UFC, será responsável pela gestão dos resultados e a adjudicação apropriada deste caso envolvendo Jones, em conexão com a Política Antidopagem do UFC e a futura participação do UFC. De acordo com a Política Antidopagem do UFC, existe um processo legal completo e justo que é concedido a todos os atletas antes de serem impostas quaisquer sanções. A Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC) também mantém a jurisdição sobre este assunto, uma vez que a coleta de amostras foi realizada no dia anterior da luta de Jones no UFC 214, em Anaheim. O Estado da Califórnia e a USADA trabalharão para garantir que o CSAC tenha as informações necessárias para determinar o julgamento adequado da possível violação da política antidoping de Jones.
Informações adicionais serão fornecidas no momento apropriado à medida em que o processo avançar.”

Foto: UFC divulgou um comunicado oficial sobre a situação de Jon Jones. (Foto: USA Today Sports)

UFC divulga comunicado oficial sobre doping de Jon Jones
Votar