O UFC anunciou nesta quarta-feira as medidas que tomará em relação aos acontecimentos envolvendo Jon Jones. O campeão dos meio-pesados se envolveu em um acidente automobilístico no último domingo, em Albuquerque, Novo México. Na ocasião, Jones colidiu a sua SUV com o carro de uma mulher grávida de 20 anos. A vítima sofreu ferimentos, incluindo uma fratura no braço. Jones então decidiu evadir do lugar sem prestar socorros. Para piorar a situação do campeão, a polícia encontrou maconha e um cachimbo usado para consumir a droga no carro de Jon Jones, junto com documentos do americano.

Nesta quarta-feira, o UFC anunciou quais serão as consequências para o campeão, que foi acusado de “crime doloso” pela Polícia de Albuquerque e poderá ser detido por até três anos, caso seja considerado culpado. A organização anunciou que tirou o cinturão de Jones e que o atleta foi suspenso por um tempo indeterminado, sendo então retirado do Card do UFC 187, que acontecerá no dia 23 de maio em Las Vegas. Jones enfrentaria Anthony Johson pelo cinturão dos médios, mas foi substituído por Daniel Cormier.

Confira abaixo a declaração oficial do UFC sobre o caso Jon Jones:
“O UFC anuncia que está suspendendo Jon Jones por tempo indeterminado e retirando o seu cinturão peso-meio-pesado como resultado das violações ao código de conduta da nossa organização. Jones foi recentemente preso em Albuquerque com uma acusação de crime por fugir do local do acidente envolvendo uma pessoa ferida. Como resultado dessa acusação e de outras violações do nosso código de conduta, a organização acredita que é melhor conceder tempo ao Jones para que ele foque nas suas pendências legais.

O UFC sente fortemente que os atletas precisam seguir algumas normas dentro e fora do octógono. Enquanto há um certo desapontamento nesses encargos recentes, a organização continua apoiando o Jones enquanto ele estiver passando por esse processo legal.

Com essa decisão, o UFC determinou que o desafiante número um, Anthony Johnson, passa a enfrentar o terceiro colocado, Daniel Cormier, pelo cinturão dos meio-pesados no UFC 187, dia 23 de maio, em Las Vegas”

Jones era o detentor do cinturão dos meio-pesados desde 2011 e era também o #1 do mundo no ranking peso-por-peso da organização. Enquanto vivia grande fase no octógono, a sua vida pessoal parece seguir um caminho contrário, já que é a terceira grande polêmica em que Jones se envolve nesses últimos anos. Em 2012, ele arrebentou a sua Bentley ao colidir com um poste. O campeão estava dirigindo embriagado na ocasião. No começo desse ano, ele foi multado pelo UFC ao ser flagrado em um exame antidoping, com cocaína no seu sistema. Desta vez, porém, o problema é muito maior, já que Jones pode pegar até três anos de prisão, além de ter que pagar uma multa substancial.

lutadores-ufc

Campeão dos meio-pesados desde 2011, Jones foi suspenso por tempo indeterminado pelo UFC. (Foto: USA Today Sports)

UFC emite comunicado oficial detalhando a situação de Jon Jones
Votar