Ao que parece, a ideia de José Aldo de se aposentar do MMA, não se concretizará tão cedo. Na semana passada, o brasileiro teve uma reunião com a alta cúpula do UFC para discutir o seu futuro. Já nesta semana, o seu treinador, Dedé Pederneiras, deu entrevista dizendo que o resultado da reunião não foi bem o que Aldo gostaria de ouvir, afirmando ainda que o Ultimate se negou a liberar José Aldo de seu contrato. Resta então, uma única opção ao manauara: lutar, cumprindo assim o restante de seu contrato com a organização.

– O Aldo quer seguir para outros rumos, mas nessa conversa que tivemos, ficou claro que eles não vão liberá-lo para fazer isso. Não tem muito o que fazer. Ele vai ter que lutar, vai ter que cumprir o contrato. – garantiu Dedé Pederneiras, em entrevista ao site Combate.

O treinador de Aldo ainda deixou claro que a ideia do brasileiro era de realmente se aposentar do MMA, uma vez que ele se sente desvalorizado e traído pelo UFC, já que ainda não recebeu a chance de ter a tão sonhada revanche com Conor McGregor.

A ideia do Aldo era de se aposentar. É opinião dele. Ele tem seus motivos, quer fazer outras coisas. O Aldo não aceita nenhuma luta que não seja pelo cinturão linear, independente do adversário. Era o que a gente queria há muito tempo, desde antes da luta com o Frankie Edgar. – completou Dedé Pederneiras.

Vale lembrar que o atual detentor do cinturão dos penas, Conor McGregor, lutará para conquistar também o cinturão dos leves, no evento principal do UFC 205, que acontece no dia 12 de novembro em Nova York. O irlandês terá pela frente o atual campeão dos leves, Eddie Alvarez.

Foto: Dedé Pederneiras deu a entender que José Aldo continuará a lutar pelo UFC. (foto de arquivo)

UFC não vai liberar Aldo
Votar