Envolvido em uma polêmica depois da realização do UFC Oklahoma, no final de junho, o árbitro brasileiro Mario Yamasaki quebrou o silêncio e resolveu se defender das várias críticas que vem recebendo, por conta da polêmica interrupção do duelo entre Kevin Lee e Michael Chiesa. Na ocasião, Lee encaixou um mata-leão em Chiesa, que em momento algum chegou a bater. Apesar disso, Yamasaki resolveu interromper o duelo, dando a vitória à Lee, para desespero de Chiesa.

Em entrevista ao programa brasileiro Revista Combate, o árbitro brasileiro resolveu se defender das críticas que vem recebendo de todos, até de Dana White e afirmou que Michael Chiesa havia “dormido” e por isso resolveu encerrar o combate, para preservar a integridade física do lutador.

– Seria mais fácil deixá-lo ficar ali, mas eu sou faixa preta em jiu-jitsu e tenho certeza que ele dormiu. Todo mundo reclamou por ele não ter batido, mas não tem como bater se ele apaga. Eu não tive dúvida. Nunca vi um cara parar de se defender e amolecer. Ele voltou muito rápido, mas o meu olho estava no momento, foi muito rápido. Aí que está a confusão e a polêmica. É o direito do Dana reclamar. Ele é um excelente homem de negócios e sabe promover polêmicas. Eu não tenho o que falar. Quem estava ali é que sabe o que aconteceu. – disse Mário Yamasaki.

(Foto: Getty Images) Coraçãozinho de Yamasaki também foi alvo de críticas de Dana White.

Yamasaki se defende de críticas de Dana White
Votar